Confira neste post a resenha do livro de Colleen Oakes “Rainha de Copas” feita por Davi do blog O outro lado de cada livro.

 Nem todo conto de fadas tem um final feliz. Esta é a história de uma princesa que se tornou uma vilã. A traição de um pai. Um Reino com um segredo obscuro. Uma princesa lentamente se desfazendo. Como princesa de um Palácio no País das Maravilhas e futura Rainha de Copas, os dias de Dinah são uma monotonia sem fim de chás, tortas e uma série de humilhações cruéis nas mãos de seu pai, o Rei de Copas. O momento mais aguardado de seus dias é quando é visitada por Wardley, seu melhor amigo de infância, e futuro Cavaleiro de Copas – e o amor de sua vida. Quando um fascinante estranho chega ao Palácio, Dinah observa como tudo o que ela sempre quis ameaça ruir. Conforme a coroação de Dinah se aproxima, uma sequência de eventos suspeitos e sangrentos sugere que há algo errado acontecendo nos extravagantes salões do País das Maravilhas. Cabe a Dinah desvendar os mistérios que se escondem dentro e fora do Palácio antes que ela perca a cabeça para o inimigo sagaz e sem rosto. Metade fantasia épica, metade conto de fadas distorcido, esta deslumbrante saga terá leitores vibrando com a natureza furiosa de Dinah e o devastar de sua ira no País das Maravilhas. Personagens conhecidos como o gato Chesire, o Coelho Branco e o Chapeleiro Maluco fazem parte da narrativa que encantará os leitores com uma nova perspectiva do País das Maravilhas, criado por Lewis Carroll.

Você já imaginou o País Das Maravilhas sem Alice?

Pois é, nesse livro nos deparamos com Dinah, a princesa de copas. Filha do Rei De Copas (Óbvio hehehe), é maltratada pelo mesmo, sem nenhum motivo, bêbado e arrogante, autoritário e que adora fazê-la sofrer.

Num belo dia decide expor para todo o reino que traiu a já falecida Davianna (Rainha De copas) e que tinha uma filha, Vittiore.
Vocês já devem imaginar quem então por si só se tornou a queridinha do rei…
Dinah se sente traída, angustiada e perdida, com que direito seu pai falava daquela maneira de sua mãe que não mais podia se defender?

Tudo muito confuso para ela, pois sabia que tudo aquilo era uma conspiração para transtorná-la, mas o tempo passa e algo estranho acontece…
Dois anos se passam e finalmente Dinah pode ter as respostas que tanto cobiça, antes, tem uma noite de sonhos estranhos. Ao acordar depois de estar devidamente  preparada para o banquete, ela recebe junto com seu prato, uma fatia de pão de frutas vermelhas, escrito em letra cursiva “Coma-me” e junto disso um pequeno frasco de vidro com um papel que dizia “Faina Baker, as Torres Negras”.
A partir daí a história passa a se condensar em mais e mais mistérios, ajudada pelo seu melhor amigo Wardley – que também é sua paixão secreta – ela decide buscar pelo seu passado, e tentar salvar seu futuro, mas tudo conspirará para que ela no mínimo morra tentando.
Esse é o primeiro livro da coleção “Queen of Hearts”, do qual já temos o segundo livro, pena que encontramos apenas em Inglês…
Um livro narrado em terceira pessoa, uma diagramação perfeita, uma edição “simples”, mas que nos cativa só de olhar para a linda capa,

Uma nova visão do País Das Maravilhas, uma surpreendente ressurreição das personagens que são mostrados de uma forma que nunca vimos. Gato de Chesire que é repleto de segundas intenções sem sabermos de qual lado está ,o Coelho que sempre insiste que se atrasará e em fim o Chapeleiro Maluco que é nada mais nada menos do que irmão de Dinah.
Pra quem admira um suspense e muita fantasia essa é a melhor escolha para uma leitura, até porque é um livro bem fininho, que deixa aquele gostinho de quero mais!

Compartilhe: